26 de setembro de 2022
MUNDO

Fé dos americanos em Deus atinge seu nível mais baixo, aponta pesquisa

A fé dos americanos em Deus atingiu o seu nível mais baixo das últimas décadas, segundo uma pesquisa “Valores e Crenças” da Gallup. Hoje, 81% da população dos Estados Unidos creem em Deus.

Entre 1944 e 2011, quase todos os americanos acreditavam em Deus, representando mais de 90%. 

O estudo da Gallup, realizado em maio deste ano, revelou que o número de norte-americanos que não possuem fé em Deus atingiu os 17%.

A Gallup mediu a fé dos Estados Unidos pela primeira vez em 1944 e continuou nas décadas seguintes. Até 1960, 98% dos cidadãos americanos responderam que criam em Deus.

Cinco décadas depois, em 2011, o estudo revelou uma diminuição da crença no país; 92% da população acreditava na existência de Deus. Nos anos seguintes, o número de crentes caiu até atingir sua maior queda neste ano. 

O declínio da fé cristã foi registrado mais entre os jovens adultos (68%) e pessoas de orientação política de esquerda: liberais (62%) e democratas (72%).

Já a crença em Deus é maior entre conservadores (94%) e republicanos (92%), mostrando que a religião é um dos principais fatores das divisões políticas nos EUA.

O estudo ainda perguntou aos entrevistados se eles creem que Deus pode ouvir e atender orações.

Entre os que têm fé, cerca da metade (42% de todos os americanos) afirmaram que o Senhor pode receber orações e intervir a favor de uma pessoa.

Enquanto 28% dos americanos responderam que Deus ouve as orações, mas não pode intervir. 30% dos jovens adultos creem que Deus ouve e atende a orações.

A fé no poder da oração é maior entre os crentes mais praticantes; 75% dizem que o Senhor pode ouvir e atender ao clamor de uma pessoa.

Em estudos anteriores, a Gallup descobriu que a prática da fé também está em declínio nos EUA, com quedas acentuadas na frequência à igreja, filiação à igreja e confiança nas instituições religiosas.

GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE GALLUP