8 de fevereiro de 2023
CULTURA

Pastora cita cinco motivos para não assistir o BBB

Estreou na segunda-feira, dia 16 de janeiro, o Big Brother Brasil, da TV Globo. O que para muitos é motivo de diversão, alegria e passatempo, por outro lado “a casa mais vigiada do Brasil” é condenada por boa parte do público evangélico.

Na última segunda-feira (23/01), a pastora da Igreja Batista da Lagoinha, Flavia Borja, decidiu citar cinco motivos para não assistir ao BBB.

Ela, que também é vereadora de Belo Horizonte, alertou os cristãos, famílias e seus seguidores a respeito do reality show mais assistido do Brasil e de maior audiência da TV aberta do país. Veja abaixo:

1 – Pode erotizar seus filhos: Segundo Flavia Borja, durante todo o reality, no tempo de convivência e nas festas, a sexualidade dos participantes é sempre explorada de forma agressiva, sem nenhum pudor ou restrição.

2 – Deturpa princípios e valores: Não há nada mais superficial que fazer tudo por visibilidade e fama. Em todo o tempo vemos os participantes tentando se mostrar uns melhores que os outros, tentando a todo custo convencer o público de que são os mais virtuosos, de acordo com a vereadora.

3 – Gera Ganância: O reality tem como ponto central um vale tudo por dinheiro. Os participantes se expõem à humilhação, se digladiam, mentem, subvertem seus próprios valores e ferem uns aos outros com um único objetivo: 1,5 milhão de reais, disse Flavia.

4 – Incentiva vícios: O BBB, segundo a pastora, principalmente durante as festas, tenta retratar a ingestão de bebidas alcoólicas de forma alegre e descontraída. O BBB só esquece de deixar claro que mais de 85 mil pessoas morrem pelo álcool nas Américas.

5 – Promove a Glamourização do pecado: Por fim, Flavia Borja disse que, diferente do que a Globo tenta mostrar ao veicular cenas que incentivam a erotização precoce e o consumo de drogas, assim também como mentiras, ódio e vaidade, na vida real o pecado tem um gosto amargo e um preço muito caro.

Portal do Trono