6 de outubro de 2022
CINEMA

“Pessoas estão aceitando Jesus no cinema”, diz produtor do filme cristão ‘Lifemark’

Depois do lançamento de “Lifemark”, nesta semana, o ator e produtor Alex Kendrick expressou sua gratidão pelo sucesso do novo filme e revelou o impacto que ele tem causado no cinema, com algumas pessoas aceitando a Cristo.

Kendrick conta que teve um ótimo retorno por parte dos telespectadores, conforme a Faithwire. “Estamos muito gratos pelo que está acontecendo e mal podemos esperar para ver o que mais Deus fará”, disse o diretor.

Lifemark é uma produção pró-vida e bate de frente com a cultura do aborto, além de ressaltar a importância dos valores cristãos para a atual sociedade. Vale destacar que o filme chega em meio à luta para a derrubada da lei americana Roe v. Wade — que busca garantir o aborto sem restrições governamentais.

‘O filme foi lançado no momento certo’

Lifemark foi produzido pelo ator Kirk Cameron e pelos irmãos Kendrick. O filme conta uma história verídica que celebra o dom da vida.

No enredo, David de 18 anos, tem seu mundo confortável lançado no caos quando sua mãe biológica surpreendentemente decide conhecê-lo. Cameron e os Kendricks adicionaram especificamente 10 minutos de conteúdo adicional ao final do filme com o objetivo de ajudar as pessoas a entender verdadeiramente o coração e o amor de Deus por Sua criação.

“Apresentamos a base bíblica da vida e mostramos que Deus nos conhece mesmo no útero. E então passamos por uma apresentação do Evangelho no final”, disse Kendrick.

“Estamos ouvindo testemunhos maravilhosos de pessoas dizendo: ‘Nosso grupo da igreja estava no cinema e vimos uma mulher sentada ao lado, chorando no final do filme. Nos aproximamos para conversar e ela compartilhou sua história conosco. Então, nós ministramos e oramos por ela. Falamos da salvação”, compartilhou.

O produtor disse que fica encantado e agradecido por ouvir histórias como essa. Ele conta que era para o filme ser lançado em 2021, mas a pandemia atrasou a produção. No final, porém, o momento se alinhou perfeitamente com a derrubada de Roe [lei pró-aborto] e a discussão nacional elevada sobre proteger a vida e ajudar as mulheres em crise.

Nova perspectiva sobre o tema

“Não imaginávamos que isso aconteceria este ano. Estamos muito, muito gratos, e parece que a cultura está começando a olhar para esta questão novamente no nível do coração”, disse o diretor.

“Quando você olha para o nível do coração, quando ouve histórias verdadeiras como essa, realmente há uma nova perspectiva sobre o tema”, continuou.

Enquanto Kendrick expressou gratidão pela derrubada da lei Roe, ele também enfatizou a importância de os cristãos continuarem a agir para ajudar mulheres e crianças necessitadas. “É muito mais do que apenas uma questão política”, concluiu.

GuiaMe