7 de outubro de 2022
BRASIL

Câmara de Curitiba decide cassar mandato de vereador que invadiu igreja

A Câmara de Curitiba decidiu nesta terça-feira (21) cassar o mandato do vereador petista Renato Freitas, que invadiu uma igreja durante manifestação de extrema esquerda. Por 25 votos favoráveis, 7 contrários e 2 abstenções, a Câmara de Curitiba decretou a perda do mandato do parlamentar.

O agora ex-vereador não compareceu à sessão de votação que culminou em sua perda do mandato, que deve se repetir na quarta-feira, 22 de junho, quando acontecerá a segunda votação do decreto pela perda do mandato.

Freitas é acusado de quebra de decoro por invadir a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em fevereiro, durante uma manifestação com militantes de extrema esquerda.

Na ocasião, o vereador do PT decidiu discursar dentro da igreja, acusando os católicos de serem coniventes com o racismo e com autoridades “fascistas”, como um “policial que está no poder”.

Além das críticas da sociedade, a atitude também gerou pedidos de cassação do mandato do vereador da esquerda radical. Criticas foram feitas inclusive de pessoas ligadas à esquerda, que não concordaram com a invasão do templo.

Até mesmo o presidente Jair Bolsonaro se manifestou sobre o episódio. Por meio das redes sociais, ele afirmou que o ato representa a “verdadeira face de ódio” por parte da esquerda.

Gospel Prime